02/09/2016

O Androide

||

Infelizmente O Androide veio num momento que eu estava passando por uma ressaca literária e uma certa dificuldade em me concentrar em um livro e com isso perdi e atrasei deliciosos momentos de leitura dessa ficção científica. Mas antes de tudo gostaria de agradecer ao Paulo de Castro pela confiança no meu trabalho, que fez contato comigo e enviou seu livro para resenha. 

 "- Os humanos acreditavam em uma palavra chamada esperança. Quando todas as probabilidades diziam que era impossível, a esperança mostrava um caminho." p.49



Num mundo comandado por máquinas e os humanos não existem mais, JPC-7938 vive isolado, recluso em uma casa no meio do mato, longe de uma possível civilização, até porque androides como ele não estão a salvo, H1N1 está lá fora caçando todos com suas sentinelas. Mas um dia, em uma visita rotineira a biblioteca, JPC-7938 encontra OPR-4503 em uma situação complicada e resolve ajuda-lo. A partir daí nasce uma parceria improvável em busca de cumprir uma missão que poderia mudar o futuro de todos eles.

Eu não tenho muita intimidade com livros de ficção científica, na verdade isso é quase sair da minha zona de conforto, mas como inteligência artificial é um tema que me instiga, assim como robôs numa maneira geral, me joguei nesse livro sem medo de ser feliz.



Como eu disse no resumo da obra ali em cima, JPC-7938 é um androide que foi programado como médico, mas que há uns mil anos não exerce essa função, já que os seres humanos foram extintos após uma guerra com as máquinas, onde elas queriam mostrar sua superioridade e dominar o nosso habitat. Mas esse androide é especial, pois além de conseguir se desligar e religar sozinho, ele quase transcende as funções a que foi programado e exerce várias atividades na sua solidão, inclusive captar conhecimento através dos livros que ele pega numa biblioteca abandonada. E é numa dessas idas a biblioteca que ele conhece OPR-4503 um outro androide, com outras capacidades, que estava tentando chegar ao litoral de Santos para ver o mar, mas foi interpelado por uma das sentinelas de H1N1.


O livro todo se passa em território nacional e os capítulos são intercalados em algumas passagens de tempo, da seguinte forma, quando o capítulo está contando a história presente, no outro capítulo vemos a origem de um dos androides. Então assim conhecemos a criação e trajetória de OPR-4503, NCL-6062(uma androide fêmea que aparece em determinado ponto), JPC-7938 e H1N1
Todos os personagens são fascinantes e bem construídos, e ver a vida de cada um faz quase justificar suas ações agora no presente. Os que me chamaram mais atenção foram justamente o mocinho e o vilão, pois são as inquietações de JPC-7938 que movem toda a história e a sua vontade de mudar aquela realidade de um modo corajoso e quase suicida, e do outro lado, H1N1 que teve uma história emocionante, o que dá pra entende-lo e muito sobre sua raiva da humanidade.



É estranho pensar que todos esses personagens não são humanos e não tem sentimento de fato, pois o que eles nos transmitem são uma explosão de sentimentos, esperança, raiva, medo, coragem, tudo isso está carregado neles, mesmo que possa não ser real. O que eu achei interessante da escrita do autor, que não sei se é dele mesmo ou ele fez especialmente para esse livro, é que sua descrição dos ambientes, dos fatos e dos momentos é quase poética, até mesmo com palavras mais rebuscadas, eu achei isso um tanto quanto irônico visto que o livro trata-se de máquinas, mas nem por isso deixa de ser humano.

"Sentou-se bucolicamente no meio-fio. O oceano, calmo e singelo, começou a receber os primeiros raios de Sol, que repousavam no edifício atrás dele e inundavam o mar de um azul celestial. Por lá permaneceu, a mirar ininterruptamente o horizonte, buscando aquele algo especial para ele, que só haveria de ser depois daquele mundo de água." p.105


Não quis falar muito da história em si, pois esse é o tipo de resenha que gosto, para vocês lerem e se surpreenderem durante a leitura. Para quem é iniciante no gênero assim como eu, pode ler tranquilamente pois é super fácil de entender e para quem já é fã, vale muito dar a chance a esse livro nacional, que traz uma história tão interessante em base de alguns fundamentos do gênero.


50 comentários:

  1. Que tema... Diferente. Ultimamente eu tenho lido bastante ficção científica e percebi que tenho gostado muito do tema, mas não fazia ideia da existência desse livro. Mas inteligência artificial sem humanos?! Nunca vi! Achei estranho a principio na sua resenha, pois fico imaginando como máquinas podem nos transmitir tanto sentimento, porém deve ser isso mesmo que o autor queria passar. Gostei bastante da proposta e quem sabe eu não leia um dia?
    Um abraço!

    https://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduarda!
      Na verdade, eu talvez tenha usado o termo errado por não ser muito conhecedora haha. Mas de qualquer forma, esses robôs foram construídos ainda na época dos humanos. ;)

      Excluir
  2. Olá
    Eu finalizei essa leitura recentemente e achei bem intrigante, seja por conta da mensagem repassada ou pelos personagens, que não são humanos, e suas atitudes ousadas. Sua resenha ficou ótima <3
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, do livro e da resenha.
      =)

      Excluir
  3. Oi,também me sentiria da mesma forma que você se sentiu ao ler esse gênero literário. "Sentiria que estou saindo da minha zona de conforto". Mas conheço pessoas que são muito ligadas em livros assim.
    Acho que eu leria para experimentar algo diferente...E por ser de um autor nacional...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Oiii Nati, como vai?
    Super te entendo em relação a ressaca de um livro, terminei de ler um dos deuses e quero só ver como vou me apegar a um próximo, confesso que mesmo assim a obra me atraiu de certa maneira e adoraria ter a oportunidade de ler a obra, gostei da sua resenha e sinceridade.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá!! :)

    Eu não conhecia o livro e fiquei mesmo interessado! :) Adoro o género e ficção cientifica, tudo isso! :) ahah

    Mas ainda bem que gostaste assim tanto! :) Quero ler!!! Gostei dessa descrição poética e da explosão desentimentos dos personagens não humanos! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Espero que tenha oportunidade de ler o livro =)

      Excluir
  6. Sabe o que mais me deixou curiosa com este livro? O fato de os personagens (com nomes originais) não serem humanos, fiquei pensando em como o autor lidou com o sentimento na obra... isto influencia nas atitudes dos personagens com certeza...

    Bj, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Sempre gostei muito de ficção, principalmente as que abordam ambientes futurísticos.
    Achei muito interessante e inovadora a premissa do livro e estou bastante curiosa para me aventurar em sua leitura. E fico mais feliz ainda por saber que é uma obra nacional! Simplesmente fantástico o que nossos autores tem para nos mostrar.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Já tinha lido a respeito do livro e apesar de ficção científica não ser o meu forte, pretendo dar uma olhada. É interessante imaginar como seria a sociedade com androides circulando entre humanos. Outro fator que me incentiva a lê-lo, é ser de um autor nacional. Boa dica ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      É uma temática interessante porque foge da nossa realidade.
      Beijo

      Excluir
  9. Olá Nati,
    Não lembro de ter lido nada do gênero e não fiquei interessada nessa leitura, pois achei muito confuso os personagens não serem humanos e não terem sentimentos, sabe? Não sei se saberia lidar com isso. Apesar disso, achei a sua resenha muito interessante e fiquei muito convencida a ler o livro, já vou ali no skoob anotar a dica.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie.
      Fiquei confusa com seu comentário rsrs, mas parece que não se interessou pelo livro mas lendo a resenha se interessou, algo assim né?
      Espero que goste da leitura quando fizer =)

      Excluir
  10. Olá.
    Gosto de ficção cientifica, mas já faz um tempo que não tenho lido esse gênero. Não conhecia esse livro, mas parece um enredo interessante, diferente. E lendo sua ótima resenha, fiquei mais curiosa. Se tiver oportunidade, vou conferir. Obrigada pela dica. Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nati, tudo bem?
    Eu não tenho muita experiência com FC, mas tudo o que li foi bem bacana. Então claro que esse livro chamou minha atenção. Robôs sempre acabam fazendo isso comigo hahahaha. E achei a proposta do livro super bacana. E a capa apesar de ser simples, chamou bastante a minha atenção. É um livro que vai para a lista, com certeza.
    Um beijão e valeu pela dica
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, tudo bom e você?
      Que bom que gostou e vai dar uma chance ao livro.
      Beijos

      Excluir
  12. Não sou de ler muita coisa neste gênero, mas como você falou que a leitura é confortável até para os iniciantes, vou arriscar, porque adorei a premissa e fiquei curiosa se vou achar que eles são humanos... rs
    Adorei a dica!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi linda, tudo bem?
    Ficção Científica, não é uma temática que me atrai tanto na literatura e a premissa de O Androide consequentemente não me chamou muita atenção.
    A capa está linda, e o fato de ser um autor nacional até me deixa um pouco curiosa, mas no momento não é o tipo de leitura que me interesse tanto.
    Fico feliz que tenha gostado do livro e acho que fica uma boa dica para quem gosta do gênero.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  14. Oiiii,
    Não sou muito fã de livros de robôs e muindos sendo dominados por maquinas rs, acho meio vago pra mim sabe? Tenho uma certa dificuldade visualizar, até gosto de algumas coisas de ficção cientifica, mas sei lá um livro só de maquinas?
    Fico feliz que você tenha gostado, ainda que seja fora da sua zona de conforto.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nati!
    Muito interessante mesmo a abordagem do autor em um enredo com personagens androides. Não lembro de nenhuma trama muito específica agora que eu já tenha lido e que não tinha seres humanos, então retratar androides no lugar de pessoas reais deve mesmo ter sido uma ótima sacada do autor, principalmente se, ironicamente, eles parecem expressar tanto sentimento quanto se fossem seres humanos comuns. Particularmente não é um tema, inteligência artificial, no caso, que me chama a atenção, mas dependendo do momento, de repente até daria uma chance à leitura pela curiosidade de saber como o autor construiu tudo. Valeu a dica!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sâmmy.
      Acho que você iria gostar da leitura.
      Beijo

      Excluir
  16. Oi Nati, tudo bem?

    Não conhecia a obra, mas achei a sinopse muito boa e sua resenha interessante que até deu vontade de conhecer a história do livro. Não tenho pouco livros deste gênero, pois não chama minha atenção completamente, mas esse particularmente conseguiu. Dica anotada.

    Bjos

    ResponderExcluir
  17. Olá Nati!
    Não conhecia nem o autor e nem a obra, mas fiquei muito curiosa em relação a leitura!
    Não costumo ler livros de ficção científica, mas a premissa é muito interessante e como sou iniciante no gênero, gostei de saber que a leitura é bem tranquila. O mais interessante é ver o quanto os autores nacionais estão inovando e nesse livro em especial, com personagens androides. Com certeza, quero dar uma chance.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, a literatura nacional contemporânea está demais. Cada vez melhor.
      Beijos

      Excluir
  18. Quando entramos em uma ressaca é tão complicado, né? Muitas vezes perdemos a chance de entrar em histórias mais do que interessantes mas a cabeça ainda está no livro anterior...
    Não conhecia a obra, mas já comecei curtindo a capa - simples, e completamente linda!
    Mas, não é nem um pouco meu tipo de história - e enquanto lia sua resenha e os nomes ficava pensando que iria me irritar muito durante a leitura - mesmo fazendo sentido os nomes achei estranho, o que reforça ainda mais que o gênero não é o meu favorito...
    Parabéns pela resenha!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa já chama atenção mesmo.
      Mas os nomes não incomodam muito durante a leitura viu? Eu tenho problemas com nomes complicados e não tive nenhum problema hehehe

      Excluir
  19. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e assim como você não leio muito ficção científica, mas inteligência artificial é algo que chama a minha atenção e de cara fiquei animada com o livro. Achei legal essa coisa de só ter robôs, não mais humanos e os personagens parecem ser cativantes. Enfim, gostei muito da dica de leitura, espero um dia ler e gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou.
      Espero que consiga ler o livro =)

      Excluir
  20. Oi, Nati

    Essa já é a segunda resenha do livro que leio e ela só me fez ficar mais curiosa. Também não tenho muita intimidade com ficção científica, mas essa proposta é diferente, creio que eu iria gostar. Acho o fato dos androides serem meio que "humanizados" muito legal, me lembra o filme O Homem Bicentenário, do qual gosto muito.
    Só acho que iria estranhar esses nomes alfanuméricos! hahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm, também me lembrei muito do filme quando comecei a fazer a leitura.
      Beijos

      Excluir
  21. Eu adoro ficção científica, ainda mais quando tem robôs no meio, fiquei ainda mais curiosa para ler a obra. Eu não conhecia ainda o livro ou o autor, mas achei interessante a trama, e com certeza irei ler. Gostei também do que você citou de a descrição dos ambientes e tudo mais ser quase poética, fiquei curiosa. A capa está muito bonita!
    beijo
    http://www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!!
      Leia sim, assim que tiver oportunidade.
      Beijo

      Excluir
  22. Esse livro é pura ficção científica, não sei se gostaria de ler. Mas eu nunca tinha ouvido falar dele, achei a premissa muito boa. Talvez eu de uma chance para ler esse livro.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Bem interessante saber que o autor tenha uma descrição do fatos que acontecem de uma forma poética, isso deixa o livro deverás diferente. Realmente como você descreveu é uma trama envolvente e emocionante apesar de serem andróides os protagonistas.

    ResponderExcluir
  24. Olá, achei bem curiosa a sinopse e a resenha, porém fiquei meio sem entender direito qual a proposta do livro. Entendi em partes na verdade e fiquei com a sensação de querer saber mais (me fiz entender?) hihihi. A capa pra começo de história é muito bonita e retrata bem sobre o que se trata a trama do livro, mas me conta aqui: como assim andróide fêmea? quero ler pra entender mais! Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana
      Essa foi justamente a intenção na resenha, deixar o leitor curioso sem revelar muito sobre o enredo. ;)
      Beijos

      Excluir
  25. Oi Flor
    Essa é a primeira resenha um pouco mais positiva que leio sobre esse livro. Vi várias que não gostaram e tal. Para ser muito sincera não consigo ter vontade de ler esse livro sabe?
    Mas gostei da riqueza de detalhes que encontrei aqui.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério?
      Eu ainda não vi nenhuma mais negativa, na verdade não vi muitas resenhas sobre ele ainda.
      Beijos

      Excluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.