17/10/2016

Os Três

||



Um livro onde quatro acidentes de avião acontecem ao mesmo tempo, causando a morte de centenas dos passageiros e onde sobrevivem apenas três crianças. Um livro onde em uma última gravação de uma das passageiras deixa subtendido que há um mistério envolvido. Tudo isso já seria o suficiente para o livro ser surpreendente e maravilhoso não é mesmo? Não!

Apesar desse livro dividir muitas opiniões dos leitores, eu o peguei para ler com a impressão que eu ia gostar dele. Mas na verdade, a única coisa que não me fez abandona-lo foi minha curiosidade sobre o motivo daquilo tudo.

As tragédias com os quatro aviões acontecem em pontos diferentes do mundo e após isso, apenas três crianças sobrevivem, uma de cada acidente.A partir daí acompanhamos a vida das famílias das crianças, como a impressa afetaria a vida deles e como as pessoas vão superando e encarando essa desgraça e esse milagre. Os Três é contado como se fosse um livro dentro de um livro, pois é uma compilação de histórias e fatos feita por um jornalista que iria publicar um livro sobre esse dia, que ficou conhecido na história como a Quinta-feira Negra.

Esse ponto de vista de ter um livro ficcional dentro do livro real é interessante, porém a forma como os capítulos foram arranjados deixou tudo confuso. Cada capítulo tratava de um parente de uma criança diferente. Então o leitor fica conhecendo os membros das famílias, suas crises, suas dificuldades e ainda fica conhecendo alguns amigos e afins. Ou seja, são muitos personagens para pouco conteúdo.

Se não houvesse tantos personagens com situações a contar, talvez tivesse dado certo. Mas ao ponto que eu ia lendo eu já não sabia mais quem estava narrando, a quem estavam se referindo. Então ficou tudo chato, massante e desinteressante. Eu não consegui criar nenhum vínculo com os personagens e nem ao menos as crianças sobreviventes se mostraram personagens interessantes. A única coisa que me movia a ler era a curiosidade de porque apenas crianças sobreviveram, mas em nenhum momento a leitura instigou minha curiosidade. Eu cheguei ao ponto de pular várias páginas em diversos momentos somente para terminar logo.

Apenas nas últimas vinte páginas, quase um epílogo, é que a autora conseguiu acelerar a história e criar um bom suspense, o que deveria ter sido feito desde o início. Mas mesmo assim não foi bom o bastante, pois ela conseguiu mudar completamente aquela que havia sido a melhor personagem do livro e com isso arrasou o final que foi dúbio.

Infelizmente, eu fui mais uma leitora que não gostou do livro, mas como sempre digo nenhuma resenha é absoluta, então se quiser se aventurar leia Os Três para tirar suas próprias conclusões. Mas para mim foi uma total perda de tempo.


38 comentários:

  1. Já conhecia esse livro pelo sucesso que fez a premissa, a capa, a edição caprichada com folhas de bordas negras e todo o resto do marketing feito em cima dele... Porém nunca tinha visto uma resenha de alguém que não tivesse gostado. Concordo com você que cada um é cada um, eu também me incomodaria com o fato de a autora engrenar só nas últimas páginas, porém eu gostei de ela abordar muitos personagens relacionados ao acidente, acho que isso nos permite ter uma visão mais ampla dos acontecimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, seriam pontos de vistas interessantes a serem abordados. Se não fosse tão confuso rs.

      Excluir
  2. Então.. eu não sou uma pessoa que abandona livros pela metade.. por pior que sejam, faço o possível para concluir a leitura, tanto é que até hoje só me lembro de ter abandonado uns 3 ou 4 livros.. e esse foi um deles. Concordo com você em praticamente tudo, exceto pela parte sobre o final da história, já que não conclui a leitura. Realmente é um livro parado e confuso, e apesar de eu me perguntar qual era o mistério não consegui continuar a ler para descobrir.

    livroslapiseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho me esforçado ao máximo pra não abandonar as leituras, até que tenho conseguido rsrs

      Excluir
  3. é uma pena que a trama não tenha conquistado, Nati
    sinceramente acho que não leria pois não é um enredo com o qual me identifico
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vale a pena mesmo ler, ainda mais se não curte muito o estilo.

      Excluir
  4. Olá,
    Concordo com você que nenhuma resenha é absoluta e esse livro é um divisor de opiniões. Assim como vi várias críticas positivas, também vi várias negativas.
    A premissa é bem interessante e confesso que o mistério sobre o que causa os acidentes e porque apenas três crianças sobrevivem prenderiam muito bem minha atenção.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa Nati!
    E eu achando que o livro era espetacular, justamente por achar que por trás de todos os acidentes, tinha alguma coisa sobrenatural em comum e que poderíamos descobrir tudo aos poucos e lentamente...
    Realmente também não gosto de livros com zilhões de personagens que não se conectam e nos confundem...
    Uma pena porque tinha muita vontade de ler esse livro e vou deixar bem mais para frente.
    “A simplicidade representa o último degrau da sabedoria.” (Arthur Schopenhauer)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Assim que esse livro foi lançado,criei muitas expectativas sobre ele. Mas o tempo foi passando,e comecei a ler vários comentários sobre ele. E a grande maioria foi praticamente igual a sua.
    Então fui perdendo a vontade de adquirir. Pois convenhamos, os livros não estão baratos. E entre ler um que você tem quase que certeza que vai gostar e outro que nos deixa na dúvida, prefiro ficar com a primeira opção. ;)

    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nath apesar de o livro parecer bastante confuso como você disse eu gostei muito do desenvolvimento, acho que terminei ele para saber qual das teorias seria a que prevaleceria, a autora conseguiu me instigar até o fim. Porém, também concordo com o que você disse sobre ela mudar uma das melhores personagens do livro, eu fiquei muito brava com o final, de todas as teorias era a que eu menos esperava que fosse real, mas enfim, nem sempre a historia termina como queremos

    ResponderExcluir
  8. Oi Nati,
    Gostei demais da sua sinceridade e admiro pessoas que resenham comprometidas com os sentimentos e sensações vividas durante a leitura. A sua resenha ficou tão real para mim que consegui ficar confusa com o fato de ter muitos personagens e a ideia de me sentir perdida em uma leitura me incomoda.
    Certamente tem leitores para esta obra e não sei que não um livro que me interessa.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  9. Sabe que na época do lançamento a divulgação foi tão interessante que me deixou receosa e com medo de ler o livro. Na verdade o foco do mistério parecia que eu ficaria com medo de ler por causa do estilo e por eu ser super medrosa. Mas agora, ao ler sua resenha acho que não teria problema em ler o livro... Eu li O Quarto Dia da autora e fiquei mais chateada com o que conta na sinopse que não acontece no livro do que com a narrativa e a falta de um grande motivo.
    É uma pena ver que o livro não funcionou para você e pelo que percebi, não daria certo para mim, então... eu passo.
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lica!
      O Quarto Dia é meio que uma continuação de Os Três, então você imagina, se não gostou do outro também não vai gostar desse.
      Beijo

      Excluir

  10. Olá! Ainda não tinha ouvido falar do livro e achei bem desinteressante a história, pelo que você nos conta. Eu adoro livros com bons mistérios e com acontecimentos trágicos e, olhando por esse lado, acho que eu adoraria o livro. Mas detesto excesso de personagens em uma obra, ainda mais quando eles estão perdidos na história, de forma que o leitor não saiba quais são parentes de qual criança (imaginando que as crianças sejam as personagens principais). Acho que esse realmente não vai dar certo para mim!

    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse, com certeza, não é um livro com um bom mistério, então melhor você nem ler rsrs
      Beijo

      Excluir
  11. Oiee Nati ^^
    Eu ainda não sei o que pensar a respeito deste livro. Vi que alguns amaram, e, outros, assim como você, nem tanto. Isso deixa uma leitora perdida, né? hahaha' eu tenho curiosidade de conhecer a obra e a escrita da autora, mas, ao mesmo tempo, tenho receio de não gostar e acabar perdendo o tempo que eu poderia ter usado em outro livro, sabe? Enfim... Ainda não sei se o lerei, mas acho que não o farei por ora.
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for ler vá sem nenhuma expectativa, assim talvez possa haver uma chance de você gostar.

      Excluir
  12. Eu até hoje não sei o que faltou no livro. Talvez mais terror? Talvez uma história mais crível, mesmo sendo ficção. Sei lá, acabei não gostando tanto da obra quanto eu esperava. Adorei a forma de narrar da autora, deixou a leitura rápida, mas a trama em si não me agradou tanto mesmo.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez uma história mais crível, acho que concordo contigo, ou talvez um suspense que prendesse tanto, que mesmo com aquele final tosco, não deixasse a desejar.
      Beijos

      Excluir
  13. Realmente esse livro divide opiniões, e acho há muito tempo que me juntaria ao time dos que não gostaram, como você. Odeio finais dúbios e tenho horror disso de chegar ao ponto de não saber quem está narrando, com certeza eu ia querer jogar o livro na parede, melhor evitar .. rs...

    ResponderExcluir
  14. Oi Nati!

    Ah uma pena que você não tenha gostado, eu amei o livro, adoro as histórias da Sarah, que é uma das minhas autoras prediletas, eu particularmente, não achei a narrativa confusa, na verdade, achei bem explicativa e o final, nossa amei demais, mas é pelo fato que gosto de livros com essa pegada, e Os Três foi uma leitura que realmente me conquistou!

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sammy!
      que bom que a leitura te agradou, sinal que ainda há esperança pra esse livro hahaha.
      Pra mim não dá, a pegada do livro é a pegada do livro ruim, isso sim hahahah

      Excluir
  15. Olá!
    Já pensei em ler este livro, mas li muitos comentários que me desanimaram. A premissa da história é muito interessante, uma pena que você não gostou muito e a autora deixou o suspense mais para o final. Tenho dificuldade em ler livros com muitos personagens, principalmente se deixar a narrativa confusa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te entendo, acho que você tá bem sem lê-lo haha

      Excluir
  16. Nati que livro é esse outro aí na imagem? A burra aqui nem entendeu o nome kkkkkkkkkkk
    Os três é um livro da minha categoria especial de "não ly nem lerey". A Sammy (que ta ali em cima se lamentando que você não gostou que eu sei) e a Sil me falaram bem do livro mas não da eu não, essa narrativa toda confusa, a falta de explicação que eu já sei que tem, não é pra mim, gosto das coisas explicadinhas nos minimos detalhes e das coisas claras e acontecendo, então imagino muito bem como você se sentiu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk o outro livro é Metanoia.
      Os Três foi um dos piores livros da minha vida, sem mais kkk

      Excluir
  17. Nossa moça, não faz isso comigo! Comecei a ler a resenha com uma expectativa enorme, principalmente porque você deixou uma animação no ar. Uma pena que o mistério não deu certo e que teve personagens demais pra pouco conteúdo. Talvez a gente devesse fazer um abaixo-assinado para o autor reescrever, o titulo: para que ta feio. hahaha Brincadeira!
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Ainda não li esse livro, mas está na minha lista de desejados. Apesar desses pontos negativos, pretendo ler e tirar minhas próprias conclusões. Tenho O Quarto Dia, mas também não li e tenho boas expectativas. Vamos ver.
    Resenha muito bem elaborada e sincera. Obrigada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi Nati, tudo bem?
    Eu acho a capa desse livro linda, acho que ela tem um mistério, algo assim sabe?
    Mas desanimei de ler, sei que teve gente que gostou, e algumas não, mas eu sou péssima para decorar nome de personagens, e ler livros com várias pontos de vista (Salvo GOT kk), ou várias pessoas narrando, eu iria ficar muito perdida mesmo, uma pena o livro ser assim, porque pela temática tem tudo para ser um livro cheio de mistério, que prenda o leitor do inicio ao fim, não adianta melhorar só nas ultimas 20 páginas.
    Adorei a resenha, me passou bem sobre o livro.
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também fiquei um pouco perdida rs.
      Obrigada!

      Excluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.