10/01/2017

Por Lugares Incriveis

||

Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.
Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.



A última frase da sinopse define bem do que se trata essa história, onde duas pessoas imersas em seus sofrimentos, se encontram e param de contar os dias e passam a vivê-los. Isso pode parecer bobagem, mas quando alguém está sofrendo, seja pelo motivo que for, na maioria das vezes ela vive no automático. Na verdade, sobrevive. As horas passam, os dias passam, e em muitas situações não conseguem enxergar nenhum tipo de saída, por isso é importante conversar com alguém de confiança, pois um olhar de fora pode fazer a pessoa, de dentro, enxergar com muito mais clareza.

Theodore Finch foi essa pessoa para Violet e ela foi essa pessoa pra ele. Ambos se encontraram em um momento totalmente inóspito e inusitado, onde cada um estava tentando um suicídio, ela a primeira vez, ele mais uma vez. Naquele momento, eles não podiam imaginar como aquele encontro iria mudar suas vidas.

A partir daquele dia eles se tornaram amigos, por mais que isso não parecesse ser do agrado de Violet no início, e se juntaram num projeto do colégio, para visitar vários lugares de sua região. A cada visita, a história do local e a história deles ia se desenvolvendo e com isso o sentimento entre os dois ia surgindo e se transformando. E também conseguimos, como leitores, entender e vivenciar os motivos que levaram os dois a atentarem contra suas próprias vidas.

Vida. Essa que parece que o Finch transborda. Ele é um personagem cheio de energia, apesar de toda sua complexidade. E é essa vida, energia dele que ele vai passando pra Violet e enchendo-a de força e vontade de viver.

Essa é uma bonita história onde dois jovens, podemos dizer incompreendidos pelas famílias e amigos, encontram um no outro o apoio que precisavam e a motivação para viver todos os seus dias intensamente, independente de quantos fossem.


"Imagino como deve ser andar na rua, confiante e calmo, sentindo-se bem consigo mesmo, e simplesmente se misturar. Sem que ninguém se afaste, ninguém encare, ninguém espere ou imagine qual será a próxima maluquice que você vai fazer." p. 115


"- Acabou o inverno. Finch, você me trouxe a primavera." p. 226




20 comentários:

  1. ainda não li nada da autora, mas leio tantos comentários bons que fico curiosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Comprei esse livro em e-book ano passado, mas acabei adiando a leitura e deixei para esse ano. O livro parece ser muito tocante em muitos aspectos, depressão sempre é um tema complicado e a autora parece que soube lidar bem com ele, fiquei curiosa em relação aos personagens Finch e Violet. Espero gostar dele como você
    Parabéns pela resenha.
    Beijos!!!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, essa foi, digamos, uma das melhores leituras de 2016. A Niven conseguiu passar de uma maneira incrivel o quanto o amor, a empatia, o apoio podem mudar a vida de alguém e o pior conseguiu mostrar que nem sempre isso vale a pena, pois pode ser tarde demais. Esse livro é maravilhoso, sério. Gostei muito da leitura.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Eu li esse livro com muitas expectativas na época e foi quando meu gosto literário estava começando a mudar, acho que isso me atrapalhou um pouco, pois acabei não gostando muito do livro nem dos personagens. Todo mundo ama essa leitura, infelizmente não aconteceu comigo :/

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Nati, sua linda, tudo bem?
    Minha mãe leu o livro e ficou arrasada com o final. Já vi que terei um coração querbrado ao ler, ela acabou me contando, risos... Mesmo sabendo, eu preciso conhecer essa história, acho que só eu que ainda não li. Eu não sei o que é viver no automático, mas pelo o que descreveu, é algo muito pesado, muito grave, e são pessoas que precisam de ajuda e que não são na maioria das vezes, percebidas a tempo pelos outros. Estou louca para ler. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Já faz um tempo que quero ler a obra pelo fato de só ouvir elogios e também por conter um tema que ainda não li em obra alguma.
    A premissa é muito interessante e também tocante, afinal trata de dois jovens que são incompreendidos pelos familiares e encontram um no outro o apoio do qual precisavam.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá Nati, tudo bem?

    Lembro do lançamento de Por Lugares Incríveis e todo o boom de resenhas que houve logo em seguida. Infelizmente, por se tratar de um tema mais complexo e emocionante, provavelmente não devo ler por enquanto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, achei bem interessante a temática.
    Mas também ultimamente estou por fora dos lançamentos que as editoras estão fazendo.
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. não li o livro, mas me contaram a história full dele e não curti muito. Mesmo ele sendo tão maravilho como a maioria afirma ser. Eu sei, eu sou do contra! hahuahu
    Porém sue ponto de vista em alguns aspectos foram um pouco diferente da pessoa que me contou sobre o livro...
    Talvez seja o caso mesmo d'eu ir ler e tirar minhas próprias conclusões... rs

    Ana
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhaha, não adianta sempre quando alguém te conta ela acaba colocando um pouco da experiência e ponto de vista dela. O bom seria você ler mesmo =)
      Beijo

      Excluir
  10. Olá! Acho linda a capa desse livro, que já está em minha lista há tempos. Realmente uma pessoa triste costuma viver no automático, ainda mais quando os motivos da tristeza se repetem e/ou são imutáveis, levando a pessoa até mesmo a atentar contra suas vidas, como é o caso dos personagens. Que bom que eles se encontram e se tornam amigos. Adoro quando o autor nos faz entender a cabeça dos personagens! Vou ler em breve.
    Beijos!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Confesso que achei a sinopse bem improvável: duas pessoas indo se suicidar no mesmo lugar. Mas, a literatura e a vida têm suas improbabilidades que acabam nos surpreendendo.
    Acho que a trajetória dos dois deve ser bem interessante ao longo da trama. A proposta do livro deixa uma certa curiosidade no ar.
    Andressa Lima do Blog da Also

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, essa parte é MUITO improvável né? Só foi colocada ali pra história existir mesmo hahah

      Excluir
  12. Oi, Nati!
    Os elogios sobre esse livro foram tantos na época de lançamento que cheguei, inclusive, a tentar ler o e-book dele, mas por não ter conseguido me envolver com a narrativa e ela ter se arrastado pelos capítulos iniciais, acabei desistindo da leitura e ficou por isso mesmo. Porém, resenhas e comentários gerais sobre o livro voltaram a surgir recentemente e penso em dar uma nova chance à ele. Se vier mesmo a fazê-lo, espero gostar tanto quanto você, enredos que incitem a vida mesmo em meio à turbulência comum de cada dia devem ser muito valorizados! Amei sua resenha em particular, inclusive. <3
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sâmmy!
      As vezes foi o momento que você fez a leitura, isso acontece muito comigo, tem certos momentos que não consigo ler certos livros. Espero que possa tentar novamente.
      Beijo

      Excluir
  13. Quero muito lê-lo!
    Dizem ser uma linda história, emocionante, mas já me deram alguns spoilers sobre o final, daí fico triste, e não consigo seguir adiante com a leitura! =( rs
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a gente pega spoiler do final complica tudo mesmo =\ mas acho que a leitura será proveitosa mesmo assim.

      Excluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.