10/02/2017

Quero Ser Beth Levitt

||



Sinopse: Amelie Wood perdeu os pais aos doze anos e, desde então, vive em um abrigo de meninas. Com a chegada do seu décimo oitavo aniversário, ela vive agora o temido e esperado momento de deixar o lugar que a acolheu por toda a adolescência para enfrentar o mundo em busca dos seus sonhos. Seu bem mais precioso é o velho exemplar do romance que sua mãe lia para ela, na infância. "Doce Acaso" contava a história de Beth Levitt, uma jovem que, como ela, amava o balé e tinha a vida transformada ao conhecer o príncipe Edward. Amie suspira ao reler incansavelmente aquelas páginas, imaginando quando o príncipe da vida real baterá em sua porta... Por isso, ao soprar as velas, não tem dúvida quanto ao seu pedido: "Quero ser Beth Levitt!". Através de grandes coincidências e uma trajetória que ela jamais imaginaria, Amie se vê, de repente, no fascinante mundo do cinema, cara a cara com o príncipe mais lindo que sonharia encontrar e lutando para se esquivar da maldade de muita gente invejosa, contando, para isso, com sua melhor arma: um coração puro


Samanta Holtz vem nesse seu novo romance, com a escrita ainda mais doce e encantadora. Quero Ser Beth Levitt conta a história de Amelie, uma jovem órfã, que ao completar 18 anos tem de sair do abrigo que viveu durante tantos anos e seguir seus próprios passos; mas ela não está só, Amie leva consigo as lembranças de sua mãe e seu livro preferido Doce Acaso, o livro que trás a personagem que dá nome ao livro da Samanta. 
Amie é uma menina doce e ingênua, então não está preparada pra enfrentar o mundo sozinha. Por isso se vê frente a situações até engraçadas, como a busca por um emprego.Nessa procura, Amie acaba sendo convidada para um teste de shampoo, mas como na vida da nossa personagem, só tem aventura, uma confusão a leva a um teste para um filme.
Amie conhece Chris Martin, seu ídolo tão querido e acaba tendo de conviver com ele por um tempo. Essa aproximação faz com que ela conheça o lado humano do ator.

Confesso que em certo ponto achei que eu tinha desvendado como a Beth Levitt ia aparecer na vida da Amie, mas a Samanta conseguiu me envolver mais ainda com sua escrita e nada daquilo que eu havia imaginado aconteceu, mas algo muito melhor. Uma das coisas que mais me encantou nesse livro, foi a relação de amor e saudade da Amie com sua mãe e isso se expressar em forma de apreço pelo livro Doce Acaso.



"A visão diante dela encheu seu coração de calor e a fez sentir-se abraçada, acolhida. Amada."




A autora construiu personagens maravilhosos, como o fofo do Chris, um rapaz verdadeiro, carinhoso e apaixonante. Amie foi realmente sensacional, cheia de qualidades e que com sua simplicidade conseguira conquistar a todos, até aqueles personagens mais durões.
Fiquei emocionada de verdade em vários pontos do livro e terminei minha leitura extremamente tocada. Quero Ser Beth Levitt foi um belo e doce exemplo de persistir em seu sonho, da força do amor e até da renúncia quando há amor e altruísmo. E ainda no meio de tanto romance e emoção, o livro ainda trás um pequeno suspense e uma linda revelação no fim, que eu não imaginaria.
Apesar do tamanho da fonte utilizada no livro, posso garantir que Quero Ser Beth Levitt vale cada momento, cada esforço.
Se o livro conta a história de uma bailarina, Samanta Holtz conseguiu bailar com as letras e com a doçura de uma bailarina sobre o palco, brilhou e nos encantou. Agora só me resta aplaudir e oferecer uma rosa em agradecimento a esse tão belo livro!

8 comentários:

  1. Oi, Nati. Eu nunca li nada da autora mas fiquei encantada com sua resenha e acredito que essa obra seja maravilhosa e delicada. Eu já anotei aqui para ler depois!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  2. Oi Nati, tudo bem?
    Que livro mais gracinha, especial para aqueles dias de ressaca literária ou até mesmo para aquecer o coração quando se está numa bad. A escrita parece bem leve, já quero ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. que linda resenha Nati, ainda não li nenhum livro da autora, mas assim como você elogiou só leio bons comentários e fico curiosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia a autora, mas a forma como vc descreveu a obra me deixou muito curiosa. Amo esses livros que tem lições de vida guardadas na história. São realmente inspiradores!
    Parabéns pela resenha!

    Bjooos
    https://passageirodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nati!
    Posso não ser a autora, mas sempre fico muito feliz ao ver outros leitores se apaixonando tanto por Quero Ser Beth Levitt assim! <3 Já li todos da autora, mas esse é definitivamente o meu queridinho, da vida, inclusive, rs. Amie é a prova de que se pode manter a pureza mas não ser feita de bobo e estar sempre atenta aos detalhes mais importantes. Chris é um amor, um cavalheiro em todos os trejeitos, meu crush literário mais marcante - ou um deles, ao menos, rs - desde então! ^_^
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu simplesmente sou doida para ler este livro! Só leio elogios à obra. A capa é linda e a história parece ser delicada e emocionante, do tipo que envolve o leitor do início ao fim.
    Espero ter a oportunidade de ler em breve.
    Ótima resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Faz tempo que estou curiosa com essa leitura, e talvez esse seja o livro que mais quero ler da autora. Ler sua resenha e saber que os personagens são maravilhosos e que a escrita é envolvente ao ponto de você não acertar o que iria acontecer me deixa ainda mais empolgada para ler.
    Que lindo seu último parágrafo *-*
    Parece que o livro vale cada momento e não poderias ter fechado a resenha de forma melhor.
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  8. Esse foi o primeiro livro da Samanta que li, e adorei. Achei lindo, apesar de não ter sido cativada tanto assim pelos personagens.
    Mas gostei demais da Amie e do Chris, e principalmente, do ambiente cinematográfico que eles vivem!
    bjs

    ResponderExcluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.