19/07/2017

O que eu quero pra mim - Lycia Barros

||

Sinopse: Alice é independente, bem-sucedida profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva.
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de autodescobrimento e percebe o que realmente importa para ela. O que eu quero pra mim é um romance inspirador, que fala sobre a importância de conhecer a si mesmo e descobrir as próprias necessidades antes de trilhar de forma plena o caminho do amor.


Sempre quis ler algo da Lycia Barros, via bastante comentários positivos a respeito da autora e eu ficava curiosa por seus romances com temáticas de superação e fé.




Em O que eu quero pra mim nós temos uma mistura de chick-lit com romance, pelo menos nas primeiras páginas. Depois de um problema no trabalho e uma crise em seu relacionamento, Alice sai de férias forçadas. E nada melhor nesse momento para ela, do que reencontrar uma de suas melhores amigas, Luana com quem dividiu um apartamento quando moraram juntas nos EUA. Agora Luana morava em Londres e é lá que se passa quase toda a história. 

Alice é uma personagem forte e decidida, com um pequeno trauma familiar que a faz ter dificuldades em seu relacionamento com Casseano. Já Luana parece ser o oposto da amiga, uma louquinha que ama a liberdade e corre atrás dos seus sonhos, mãe do pequeno Pietro e ex do interessantíssimo, charmoso e irlandês Eamon. Essas são as características iniciais que podemos perceber nos personagens, mas ao longo do livro podemos descobrir que são bem mais.
Por vários momentos torci por dois personagens, como um casal. Mas Lycia soube amarrar muito bem a história, de forma que todas as atitudes dos personagens pudessem ser compreendidas e entendidas.

O autodescobrimento está presente em todos os personagens principais, cada um deles, através do contato com o outro, vai descobrindo um ponto a melhorar ou alguma pendência a resolver em sua vida. Mais que uma viagem de férias para Londres, Alice fez uma viagem para dentro de si para tentar se encontrar.

Adorei a escrita da autora, é bem leve, fluída e envolvente. Fez a leitura ser bem rápida, mesmo com as reflexões de autoconhecimento que o livro aborda.


"Talvez a solidão que carrego no peito neste momento se dissipe com a distância ou, pelo contrário, sirva apenas para me mostrar que não foi dos outros que me separei durante os últimos anos... e sim de mim mesma." Pg 8


Já leram esse livro? Me contem aqui embaixo nos comentários.



8 comentários:

  1. Oi Nati, tudo bem?
    Não conhecia este livro e nem a autora, mas fiquei bem curiosa para conhecer. Confesso que não vejo muita graça em romances, mas gostei da premissa do livro e de tratar de auto descobrimento que é uma coisa pela qual todos vamos passar um dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia o livro e gostei bastante da premissa.
    Não gosto muito de romances, mas gosto quando o livro nos traz várias reflexões e questionamentos, também gosto quando apesar disso, a autora ainda consegue trazer uma leitura rápida e envolvente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. oi flor, eu só li um livro da autora até hoje, mas confesso que gostei bastante! e esse com uma trama com tanto apelo ao redescobrimento pessoal é bem intrigante!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Se já na página 8 temos essa frase maravilhosa fico imaginando o restante do livro. Eu não conheço a escrita da Lycia, mas por essa resenha consigo imaginar como ela sabe encaixar seus personagens, deixando a história fluir, e mesmo que tenhamos nossas opiniões sobre o livro, no final ela muda todo o rumo da história, o que é bem interessante. E amei os temas com os quais ela trabalha, além das reflexões de vida que podemos retirar do livro.

    ResponderExcluir
  5. Olá !!
    Não conhecia o livro. Mas gostei logo de capa rs.
    Parece ser um livro bem leve e tranquilo.
    Quero !!!
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. oie
    amei a capa ainda nao conhecia a obra
    Parece ser otimo o livro so esta frase ja me deixou com vontade de ler haha ja corri para adicionar na lista resenha tambem esta maravilhsa gosto muito do jeito que tu escreve rsrs

    ResponderExcluir
  7. Que resenha e quote maravilhoso!! Nunca li nada da autora mas esse livro me chamou muito a atenção!!! Realmente as vzs precisamos dar uma pausa no que estamos fazendo e pensar em quem nós somos, nos encontrar novamente!! Essa férias forçada era tudo o que Alice precisava pra se reencontrar consigo msma. Adorei. Com certeza quero ler.

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto falarem dessa autora. Mas nunca li nada dela.
    Gostei da resenha.
    Mais um para a lista.
    Ai minha nossa senhora dos boletos. Me ajude. 😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.