02/08/2017

Resenha: A Última Nota + divagações

||


Alicia pertence a uma tradicional família grega e por isso leva uma vida bem regrada, obedecendo aos pais e fazendo suas vontades. É noiva de um jovem de uma outra família também grega, mas não está tão certa assim sobre seus sentimentos por ele. Sua avó Cecília não é bem-vinda em sua casa, justamente por ser de outra nacionalidade, mas é com sua vó, que Alicia se sente mais a vontade, ainda mais pela jovem ser violinista como seu saudoso avô. Um dia, Alicia resolve tocar uma partitura criada por seu avô e quando erra uma nota, algo estranho acontece, um rapaz que não sabe quem é nem de onde veio, chama por ela num hospital.


A premissa do livro sempre me despertou imensa curiosidade e vontade de lê-lo e sempre com a grande possibilidade de amar a história, mas infelizmente não foi isso que aconteceu.




Se você assistiu ao vídeo acima, viu o motivo de eu não ter gostado tanto assim do livro, mas se não viu lhe digo agora. Como esse rapaz apareceu do nada e só conhecia a Alicia, ele passou a segui-la por todo o lugar. Entendo e imagino que ele devia estar se sentindo perdido, mas mesmo quando ela dizia que era pra ele sair da vida dela, parar de procura-la ou conviver com sua vó, lá estava ele. Esse "espírito stalker" dele me incomodou bastante, parecia que ele estava forçando algo que a moça claramente falou que não queria que acontecesse, independente de no fundo o sentimento já ter começado a aflorar.

Independente disso, que foi algo muito pontual e pode ser que não incomode a vocês, o livro é muito bem escrito. A Última Nota é escrito a quatro mãos e em momento nenhum isso fica perceptível. Os autores construíram uma bonita história em muita sintonia.

A minha personagem preferida com certeza foi a vó Cecília, uma senhora sábia, amável e carinhosa. Alicia também me agradou, apesar de se sentir confusa com seu coração, se mostrou uma jovem determinada e corajosa, capaz de enfrentar a todos pelo que acredita e deseja.

Apesar do meu estranhamento com o início da história, Alicia e Sebastian(o jovem misterioso) formaram um bonito casal e conseguiram construir em poucas páginas uma relação interessante. Infelizmente, pra mim, o final também deixou a desejar, deixando alguns pontos em aberto que acredito que acrescentariam a história.

Enfim, por todos os pontos expostos, se fosse pra dar uma classificação para A Última Nota, seria algo em torno de 3 estrelas e recomendo que leiam, pois é provável que vocês gostem mais do que eu acabei gostando.




6 comentários:

  1. Já nem sei se quero ler. hahaha
    Me empolgo por um livro quando vejo empolgação de quem Já leu. Isso conta muito.
    só de imaginar, da arrepios. Imagina.
    Deve ser estranho ter alguém assim.
    E ainda casar com a pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros q tem vó no meio, são hilariantes algumas estórias.

    ResponderExcluir
  3. Oi Nati,
    Eu acredito que com o tempo o nosso gosto literário amadurece. . Muda um pouco. E sim, acho que ficamos mais exigentes sobre os livros.

    Confesso que eu achei esse enredo bem fraco e eu também não gostei desse mocinho louco e perseguidor.

    Bj

    ResponderExcluir
  4. É uma pena que o final deixou a desejar pra você, a sinopse é bem interessante, me deixou bem curiosa. E esse ponto em que você abordou de ele ficar seguindo ela, me incomodou bastante, apesar dos pontos negativos a história me interessou bastante.

    ResponderExcluir
  5. Olá tudo bom?
    Não gostei muito do livro porém a capa é maravilhosa e concordo plenamente quando diz que nosso gosto muda pois muitos livros que eu queria ler com o passar do tempo fui tirando da lista hehehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho este livro na minha estante já tem alguns meses mas quero muito lê-lo, sempre que vejo alguém que leu e não gostou me dá vontade de ler o livro e tirar minhas próprias conclusões. A história da Alicia parece ser muito fofa, mesmo com o espírito Stalker kk, e o livro parece se desenvolver de uma maneira prática e gostosa de se ler.

    ResponderExcluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.