23/05/2018

Primeiras impressões de Cobra Kai

||

Meu amor por Karatê Kid começou lá atrás, quando eu era apenas uma pequena criança do final dos anos 80, início dos anos 90. O filme marcou uma geração que é a minha. Meu irmão fazia karatê, todos os meninos da época faziam, talvez por influência do filme. Mas nunca essa arte marcial ficou tão em alta no Brasil como na época da trilogia. Talvez, também, por conta dele e de horas jogando KOF e Mortal Kombat eu goste tanto de luta, seja em filmes ou jogos e sempre quis praticar alguma, mas ainda não tive a oportunidade.

Sei que Karatê Kid nunca foi um exemplo de filmaço, assim como muitos da época não o são, mas a nostalgia me faz guarda-lo num lugar especial do coração a ponto de me negar a aceitar o último filme lançado com o filho do Will Smith. Mas, Sr. Myagi, Daniel San e os bonsais fizeram parte da minha vida e é por isso que eu estava bem curiosa e receosa com a nova série produzida pelo Youtube Red.



Cobra Kai se passa 34 anos depois da primeiro filme, onde tem a famosa cena acima na luta final de Daniel San e Johnny. E mostra como está a vida dos dois e que as rixas do passado podem não ter sido apagadas com o tempo. Daniel, agora tem uma família estruturada e é dono de uma grande loja de carros, e utiliza golpes de karatê no marketing e propaganda da sua empresa, até dá de brinde um bonsai para cada cliente. Já Johnny passa seus dias entre bebida e bicos, e agora mora no antigo prédio que Daniel morava no primeiro filme. Ambos irão se reencontrar e perceber que ainda são rivais, quando Johnny resolve abrir novamente o dojo Cobra Kai.

A primeira temporada está disponível no Youtube Red e a segunda já foi confirmada para 2019. Eu só consegui assistir os dois primeiros episódios até agora, por isso o título do post como "primeiras impressões".
Gostei de como a série está trabalhando as ironias da vida com o rumo de Johnny levou, gostei de ver de apesar de ser bem sucedido, Daniel continua o mesmo de sempre, com seus pequenos toques de arrogância mesmo com seu bom coração. Parece que o tempo não passou pra ele. É estranho não ver o Sr. Myiagi em cena, mas acho que Daniel vai se sair bem.

A série é atual e nada datada como muitos podem ter pensado que seria. Inclusive, ela fecha pequenas pontas soltas como o golpe final que seria ilegal no campeonato, tudo isso em apenas um simples diálogo entre os protagonistas. Mostrando a competência do roteiro. Será interessante ver Johnny como sensei, pois apesar de ter sido treinado por um dos mestres mais cruéis, deu pra reparar que ele é um cara legal. Quero ver como ele vai equilibrar isso.



To louca para acompanhar o resto dessa aventura e esperar pela segunda temporada. 

Vocês já assistiram? Pretendem assistir? 
Digam aqui nos comentários.




Um comentário:

  1. Oi Nati,
    Karatê Kid marcou , e muito, minha infância e adolescência, tando que assisti aos filmes muitas vezes. A história não tinha grandes eventos, não era marcada por efeitos especiais e nem nos reservava viravoltas de pirar a cabeça, mas tinha lições muito valiosas. Não sabia sobre Cobra Kai e fiquei me perguntando em que mundo andei ultimamente. Sabe que nunca tinha parado para pensar nos personagens depois do último filme, mas agora que sei sobre a série fiquei curiosa para acompanhá-los. Irei procurar procurar o primeiro episódio (viver esse momento nostalgia) e espero gostar.

    ResponderExcluir

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.