19/08/2018

Vidas na Noite e a pessoa por trás dele

||

Compre o livro aqui 


A pessoa por trás do livro

Eu estou oficialmente na blogosfera desde novembro de 2010. Quando entrei era mais pra falar sobre temas femininos e principalmente esmaltes. Mas com o passar do tempo, meu gosto por livros foi ficando cada vez mais forte e fazendo parte do conteúdo do meu antigo blog. E foi assim que por volta de 2011/2012 conheci o mundo dos blogs literários. Fiquei encantada em saber que pessoas compartilhavam as opiniões de suas leituras e que era um meio tão divertido e cheio de conteúdo. 
Não me lembro exatamente qual foi o primeiro blog literário que acessei, mas sei que um dos primeiros e dos que mais me encantaram foi o Minha Vida Literária da Aione. E acredito que acompanho seu blog desde o comecinho, já que ela iniciou em julho de 2011.

A Aione, ou Mi, sempre foi muito atenciosa e gentil com seus leitores e isso me chamava atenção, ela sempre esteve disposta ajudar e sempre muito querida. Conhecer o seu trabalho e a pessoa por trás dele me fez admira-la a cada dia. A forma como ela falava de cada livro em seus vídeos, ou as palavras que usava para uma resenha, tudo muita propriedade e paixão pelo que faz. Lógico que com o tempo de prática, nós evoluímos em tudo que fazemos. Mas a Aione sempre foi assim, apaixonada pelo que faz e pelos livros e isso era claro em seus vídeos. Eu acompanho seu trabalho em vídeo desde quando o seu amigo Dênis a ajudava em algumas filmagens. Já li alguns livros por indicação dela, já comprei livros indicados por ela. 

Aione foi sempre uma das minhas inspirações no booktuber e na blogosfera e também sempre foi uma  incentivadora do meu trabalho. Então sempre torci pra ver algo escrito por ela, desde que ela fazia a coluna "Parece, mas não é" (até hoje torço pra voltar a postar essa coluna). Por isso estou na expectativa por seu livro que ainda não tem previsão pra seu publicado(infelizmente) e por isso fiquei empolgada com a possibilidade de ler a antologia Vidas na Noite. Não perdi tempo e comprei o e-book na pré-venda.

O que achei

Vidas na Noite é uma antologia publicada apenas em formato digital, que reúne cinco contos de diferentes gêneros literários, tem chick-lit, thriller e até um romance erótico. Todos os cinco são entrelaçados pelo cenário, um bar. Mas cada um com personagens próprios e com muita identidade. Os contos são:

Pesos e Medidas - fala sobre autoaceitação e padrões
Os Habitantes do 9° - fala sobre traição e perdão
Gatilho - fala sobre relacionamento abusivo e suas consequências
Domado Descontrole - fala sobre desejo e impulsividade
O Começo de Tudo - fala sobre amor e sonhos


Falando no geral, o que foi mais bacana de perceber é a capacidade de escrita da autora, pois temos cinco contos completamente diferentes entre si e escritos pela mesma pessoa. São cinco gêneros, cinco histórias de vidas diferentes, vários personagens diferentes e composições de enredo diferentes. A capacidade de se reinventar foi o que mais admirei nessa antologia. Escrever conto não é algo fácil. em poucas palavras e páginas você tem de ser capaz de escrever uma história com início, meio e fim que faça sentido e que prenda o leitor. E isso, Aione conseguiu em todos eles.

Eu dei uma olhada em outras resenhas, e é interessante ver como pra cada leitor, um conto foi o mais especial. Como cada um queria ver mais de um personagem específico.
Gostei de todos os contos, mas o que menos me tocou foi o Os Habitantes do 9° pela postura do personagem principal e pela sua decisão final. Por outro lado, o que eu amei foi Gatilho. Esse conto de thriller foi arrebatador e sufocante. Fiquei muito impactada com a leitura e já torço e espero por mais alguma coisa desse gênero escrito por ela. Em Pesos e Medidas me encantei com a amizade das duas personagens e de como a baixa autoestima machucava uma delas. Cada conto teve sua identidade. Fui cheia de expectativa e fiquei muito satisfeita. A autora aparece pra mim como uma das autoras destaques desse ano, surpreendendo em alguns contos e nos fazendo suspirar em outros.

Indico de olhos fechados Vidas na Noite pra vocês. É uma leitura rápida pela quantidade de páginas mas carregada de emoção e sentimentos. Histórias intensas e sinceras criadas pela mesma pessoa, Aione Simões.

16/08/2018

Primeiras impressões de Olho do Inferno

||


Sinopse: Há séculos, Puriel, descendente de Caim, destruiu e aprisionou os cavaleiros do Apocalipse, libertando a humanidade da fome, peste, guerra e morte. Sua vitória tornou-se um fardo, na medida que a paz da humanidade está sob sua guarda. Agora, seu sumiço desencadeou uma guerra iminente. Céu e Inferno estão atrás de Annapiel, garota sem passado e sem perspectiva de futuro, que trabalha apenas para alimentar suas bebedeiras, mas que é a única e derradeira arma capaz de torná-los vitoriosos.


Não sou habituada com livros de fantasia, ainda mais relacionado a anjos. Mas lendo as primeiras páginas de Olho do Inferno já fiquei bem interessada em continuar a leitura. Esse me deixou super curiosa!

Ao que me parece, a história fará uma relação com Caim e Abel, e se passará nos dias atuais onde a personagem enfrentará anjos maus. Será, na verdade, a luta do bem contra o mal clássica, só que na nossa realidade de hoje. É um suspense misturado com fantasia, nas pitadas certas.
A escrita da autora é bem fluída, tornando a leitura rápida e nos fisgando ao enredo. Sem contar que o fim da última página que li já deixou com um gancho ótimo que fiquei morrendo de vontade de ler tudo só de uma vez.

Não há como falar mais que isso, afinal li apenas 11 páginas, mas já quero mais. Por isso o post será bem curtinho e rapidinho assim. Só pra deixar nós leitores com vontade rs.
Pra adquirir o livro publicado pela Editora Sekhmet, só clicar aqui.

14/08/2018

As figuras paternas de Harry Potter

||

Domingo foi Dia dos Pais e eu queria que esse post tivesse saído antes disso, mas como já sabem, eu sou muito enrolada. Hoje vamos falar um pouco sobre algumas figuras paternas que o Harry teve ao longo da história, mesmo não tendo o seu pai, James Potter. Essas figuras vieram naturalmente por amigos, professores e padrinho.

Hagrid



A primeira figura paterna, cronologicamente falando e um dos mais injustiçados nesse posto é o Hagrid. Rubeo Hagrid foi quem levou Harry ainda bebê na Rua dos Alfaneiros, nº4. Foi quem lhe deu a notícia de que era um bruxo e que iria frequentar Hogwarts. Foi quem o acompanhou nas compras pro primeiro ano da escola, foi quem lhe presenteou com Edwiges e foi um amigo fiel de Harry, Rony e Hermione durante todo o tempo. E no fim, numa das cenas mais emblemáticas dos oito filmes, quem carregou Harry foi ele, nosso meio-gigante preferido. Por Hagrid ser um pouco desligado e muito ingênuo, alguns não o veem como uma figura paterna pro Harry, mas sim como um irmão mais velho. Mas ser visto como um irmão mais velho não é demérito algum, muitos são criados por seus irmãos mais velhos. Acredito que Harry nunca tenha o visto como um pai, por ele sempre estar metido em alguma confusão, e ter esse jeitão parceiro desligado que só ele tem.

06/08/2018

Homem-Formiga e a Vespa: diversão em família

||


Mês passado entrou em cartaz o segundo filme do Homem-Formiga, dessa vez dividindo o protagonismo e o heroísmo com a Vespa. Confiram a sinopse:

Após ter ajudado o Capitão América na batalha contra o Homem de Ferro na Alemanha, Scott Lang (Paul Rudd) é condenado a dois anos de prisão domiciliar, por ter quebrado o Tratado de Sokovia. Diante desta situação, ele foi obrigado a se aposentar temporariamente do posto de super-herói. Restando apenas três dias para o término deste prazo, ele tem um estranho sonho com Janet Van Dyne (Michelle Pfeiffer), que desapareceu 30 anos atrás ao entrar no mundo quântico em um ato de heroísmo. Ao procurar o dr. Hank Pym (Michael Douglas) e sua filha Hope (Evangeline Lilly) em busca de explicações, Scott é rapidamente cooptado pela dupla para que possa ajudá-los em sua nova missão: construir um túnel quântico, com o objetivo de resgatar Janet de seu limbo.

31/07/2018

2 anos de Ei Nati

||



É estranho e ao mesmo gratificante pensar que o blog completa hoje 2 anos de vida. O estranho fica por conta de não saber como cheguei até aqui. Bem, na verdade eu sei, a ideia era reinventar o meu blog antigo(Planet Pink) e recomeçar do zero e eu queria sim um espaço pra investir meu tempo e esforço e dinheiro e que ele viesse um dia a se tornar meu emprego já que eu estava desempregada na época. Eu continuo desempregada e o Ei Nati continua sendo um trabalho não remunerado(espero que por pouco tempo), mas saber que estou na blogosfera há 8 anos é muito estranho e louco. Logo eu que geralmente desiste das coisas e as deixa pelo caminho. Logo eu que não acredito muito na minha capacidade e acho que meu blog é inferior a outros. Logo eu que sou uma montanha-russa de emoção relacionado ao blog, uns dias estou super animada e cheia de ideias, no outro penso "pra que to fazendo isso?"

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.