Resenha - Achados & Perdidos

10 novembro

Resenha livro

Millie é uma menina de 7 anos que coleciona "coisas mortas", seja uma mosca, um lápis, ou até mesmo seu pai; ela cataloga sobre tudo em seu caderno. 

Depois da morte do marido, a mãe de Millie a leva pra passear em uma loja e a deixa lá. A menina, que é muito criativa e inventiva, fica escondida embaixo de uma arara de roupas só observando os sapatos que vem e vão, aguardando que os pés de sua mãe voltem para buscá-la. Daquele cantinho, através dos olhos de uma criança, é mostrado todo o ambiente e as pessoas que por ali passam , até mesmo Karl o digitador, amigo que a garota faz (além de um manequim). Esses dois juntamente com uma vizinha rabugenta de Millie saem em uma aventura inesperada na busca da mãe da protagonista.

Achados & Perdidos é narrado em primeira pessoa por Millie, Karl e Agatha (a vizinha) em capítulos intercalados e assim podemos conhecer um pouco mais sobre cada um deles além de acompanhar sua pequena road trip cheia de loucuras e imprevisibilidade. 

Eu adorei a Millie de cara e o Karl também, já a Agatha é uma personagem extremamente irritante e chata. Sendo bem sincera, tiveram momentos que pulei algumas páginas enquanto ela narrava. 

A minha expectativa, que não antecedia ao livro mas sim foi construída no primeiro arco da história escrita por Brooke Davis, era que o livro era fofo sobre perdas, amizades improváveis, principalmente entre uma menina e um idoso. Mas as personagens foram se perdendo ao longo do livro. Até mesmo a relação de Millie com as "coisas mortas" foi ficando em segundo ou terceiro plano. 

Sei que muitos leitores se sentiram cativados com este livro, então como sempre, recomendo que leiam para poderem avaliarem melhor (aproveitem que tem ele disponível no Kindle Unlimited). Mesmo com esse ar de decepção, dei 2 estrelas por conta do primeiro ato da história que foi bem feito, criando um vínculo com o leitor.

Esse seria um livro que poderia figurar várias listas aqui no Ei Nati, de histórias que aquecem o coração. Esse seria... se a autora não tivesse desandado a história colocando personagem desagradável e situações desinteressantes.


Já leram? Me conta aqui o que acharam.


Posts relacionados

5 Comments

  1. Personagem não querido? rs
    Já instigou!
    Eu ainda não conhecia o livro, mas o título e a capa remete realmente a uma trama delicada e infantil.
    Mas pelo que pude perceber, esse olhar infantil vai muito além. Talvez esse seja o fazer jus ao título da obra.
    Com certeza, quero muito conhecer a história de Millie!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Nossa, adorei! Gosto dessas histórias fofinhas, sem maiores pretensões. Leria de boas.

    ResponderExcluir
  3. Achei a premissa bem intrigante mas, apesar de gostar de protagonistas infantis, não sei se iria ler.
    Um personagem irritante acaba com o nosso envolvimento com a história, né? Já passei por algo parecido e foi péssimo.
    Mas gostei de saber um pouco mais sobre esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. ola Nati
    que pena que a estoria desandou,chato quando isso acontece né? não fiquei com vontade de ler .Alem disso está no Kindle , e tambem por ter muitos livros na lista para ler .

    ResponderExcluir
  5. Oi, Naty!
    Nunca tinha ouvido falar de Achados & Perdidos, se ouvi/li algo sobre não me recordo no momento... Sobre a trama, sinceramente não me interessei em conhecer a história de Millie e sua road trip, não fiquei curiosa para acompanhar a busca dos três pela mãe da Millie.
    Mas que pena que o livro foi uma decepção para você, livros com situações desinteressantes com personagem desagradável não tem mesmo como cativar ao leitor, não é mesmo?!... Bjos!

    ResponderExcluir