09/02/2017

Caixa de Pássaros

||




E de repente o mundo é assolado por algo misterioso que faz as pessoas cometerem atrocidades e se matarem de forma bem agressiva, e isso acontece apenas pelo fato da pessoa estar de olhos abertos e ver algo que ninguém sabe o que é. Vários casos acontecem, até que acontece próximo a Malorie e ela é obrigada a se trancar dentro de casa e só sair usando vendas, que era o que todos estavam fazendo. E com as pessoas morrendo ou sem sair de casa, viver vai se tornando um caos e ter alimento se torna um luxo. Algumas pessoas se abrigam juntas em casas, com a intenção de assim conseguirem se organizarem melhor e sobreviver aquela situação, e é numa dessas casas que Malorie, então grávida, acaba se abrigando, conhecendo Tom, Don e outras pessoas de personalidades diferentes, mas com o mesmo objetivo, se salvar e entender o que estava acontecendo. 

Em Caixa de Pássaros a história é narrada intercalando o presente e o passado, e não sabemos qual dos dois é o pior ambiente. No presente, temos Malorie sozinha com duas crianças de apenas quatro anos, que já nasceram durante essa fase crítica, então cresceram nesses pequenos anos, aprimorando a audição, para que pudesse ser usado quando Malorie resolvesse sair com eles e fugir da casa que estava há tanto tempo. E o passado é a história de como tudo aconteceu nesses quatro anos anteriores.

O livro consegue ser instigante e angustiante em nível máximo, quando iniciei a leitura, não conseguia parar, largar por nenhum momento, eu precisava entender o que estava acontecendo, eu precisava saber o que iria acontecer com Malorie e companhia. O autor tem uma escrita rápida e fluida, o que faz a curiosidade e o magnetismo com a leitura, crescer ainda mais.




Ainda que eu tenha terminado o livro com algumas poucas interrogações pontuais, ele finaliza muito bem, não decepcionou, e foi o que tinha de ser. Um excelente thriler psicológico daquele que deixa o leitor criar suas próprias teorias. E brinca com o medo que muitos de nós temos, o medo do que está por vir, daquilo que não vemos, daquilo que não assume forma, nem sempre precisa ser algo sobrenatural, apenas desconhecido.


"- Dá medo, não dá? - perguntou Tom.
- Dá.
- Bem, não deixe que dê. É só um dos medos do velho mundo que a gente precisa carregar.
- Que medo?
- O do porão." p. 55

Não abra os olhos!!


Só tenho a dizer que foi uma leitura sensacional e uma das melhores do ano passado. Se ainda não o fizeram, leiam!

8 comentários:

  1. Oi Nati, tudo bem?
    Tenho este livro na minha estante a um tempinho, mas fiquei com medo de lê-lo devido as críticas que li. Porém acho que eu deveria ler e tirar as minhas pró´rias conclusões, quem sabe para mim a experiência possa ser diferente. ótima resenha.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Infelizmente para mim não foi nada instigante ou angustiante, acho que o autor quebrou muitas cenas de suspense que poderia ter aproveitado. E não consegui simpatizar com nenhum personagem :/


    ourbravenewblog.weebly.com
    Participe do nosso TOP COMENTARISTA valendo um livro JANTAR SECRETO, do autor Raphael Montes :)

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Quando eu li caixa de pássaros me senti assim como você muito angustiada pela situação da protagonista e não conseguia parar de ler em nenhum momento. Concordo quando você disse que o livro atende bem o que foi proposto no gênero e também achei o final satisfatório, mesmo com algumas perguntas recorrentes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, quando li o livro tive a mesma sensação que tu. Eu não conseguia deixá-lo. Foi uma leitura incrível e muito, mais muito, psicológica. Eu só queria saber o que era "a coisa", sério. Queria saber muito, e isso foi o que me deixou decepcionado. Mas eu super recomendaria a leitura.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Sou fã de thriller psicológicos e doida para ler Caixa de pássaros a cada resenha que eu leio.
    Acho a premissa bastante interessante e o fato de ser totalmente instigante com uma escrita fluída, tem tudo para me agradar.
    Gostei da resenha e dos pontos que você ressaltou.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá, como vai?!

    Não sou fã do gênero, mas fico instigada a me aventurar na leitura a cada nova resenha que topo por aí. Assim como na sua resenha, as opiniões são sempre positivas, e isso acaba ouriçando a minha curiosidade. E fala a verdade, essa capa é tão linda! *___* Quem sabe eu não me arrisque qualquer dias desses?!

    Parabéns pela bela resenha!
    Beijos,
    Dai | Virando a Página

    ResponderExcluir
  7. Oi Nati, sua linda, tudo bem?
    Esse livro gerou muitos comentários. Vi muita gente reclamar que o final foi aberto. Mas mesmo com esse final, todos disseram que o livro é excelente. Estou mega curiosa para descobrir qual o mistério desse livro. Por que eles não podem abrir os olhos. Sua opinião me deixou mais empolgada ainda. Sua resenha ficou ótima!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Aiii queroooooooo muitooooo esse livro!!!
    Apesar de dar um certo medo kkk mas tenho muita vontade de lê-lo, parece ser uma história incrível, cativante e angustiante ao mesmo tempo.
    O final já li algumas resenhas falando que é meio aberto, mas mesmo assim, tenho vontade de ler. rs
    bjs

    ResponderExcluir

Sejam bem-vindos e comentem a beça!

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.