A Estrada da Cura - Neil Peart

06 fevereiro


(resenha repostada do meu antigo blog)

Ouvi muitos comentários negativos sobre o livro, mas acredito que tenha sido porque as pessoas não estão acostumadas com biografias, gênero o qual de que se trata este livro. Ghost Rider foi escrito por Neil Peart, baterista da banda Rush. 

Neil perdeu a filha, Serena, em um acidente de carro, isso foi motivo para desmoronar sua vida conjugal. Sua esposa, não aguentou esse baque e foi definhando, ficando doente e com raiva do mundo, muitas vezes descontando no próprio Neil, ela não aguentou e também faleceu. Isso foi demais para ele, apesar do apoio dos amigos e familiares, a melhor saída que encontrou foi cair na estrada e tentar esquecer e superar todo esse sofrimento.
  

"A Estrada Mais Solitária da América estava surtindo efeito sobre mim, e naquela noite liguei para vários amigos em busca de consolo e de companhia, mas eu continuava me sentindo perdido e muito sozinho."

O autor tem uma escrita altamente detalhista, com isso o livro ficou massante em vários momentos, dificultando um pouco a leitura. Acho que a história e o livro ganharia mais se tivesse umas 200 páginas a menos. A história se divide em duas fases, a primeira é aquela que o personagem percorre várias estradas ainda em profunda tristeza tentando entender tudo que aconteceu, e a segunda fase é mais voltada para a sua "cura", essa parte ficou um pouco mais ágil pois foi quase totalmente escrita em forma de cartas.

Me identifiquei muito com a história, pois essa dor de perda do ente querido mexe muito comigo, por já ter passado por situações semelhantes. Acredito que eu não teria a mesma atitude de fuga, mas cada um encara de modo diferente e como acha que vai se sentir melhor, no caso do Neil foi assim, cair no mundo em busca de sua cura.

A diagramação do livro é muito bonita, a Belas-Letras está de parabéns, em cada início de capítulo temos um trecho de música da Rush, original e traduzido; e a silhueta da moto companheira do Ghost Rider, durante todo esse processo.

"Por mais de um mês eu havia tentado viver lá sozinho, recebendo visitas ocasionais de amigos que tentavam me livrar do meu estado de autoimersão, e mesmo assim eu sentia que estava começando a escorregar para dentro de um buraco escuro e profundo."

A Estrada da Cura é um bom livro para ler e apreciar com calma, preferencialmente para quem gosta de biografias.


Posts relacionados

0 Comments