19/02/2018

Meus filmes preferidos da Disney

||


Ei pessoal, como estão vocês? Espero que todos estejam bem e animados para enfrentar mais uma semana que vem por aí. Ainda mais agora que o Carnaval passou e o ano oficialmente começou para todos. Por aqui a rotina continua a mesma mas aos poucos os posts vão voltando ao normal com a programação que criei, 3 posts por semana(segunda, quarta e sexta). 

Mas vamos ao que verdadeiramente interessa que é a postagem de hoje. Se vocês chegaram por aqui pensando que eu ia falar sobre Moana, Rei Leão ou princesas Disney, dessa vez se enganaram. Eu pretendo sim fazer um post sobre as minhas animações favoritas de todos os estúdios mais conhecidos, mas hoje quero falar exclusivamente sobre os filmes "reais".

Como devem saber, a Walt Disney Company é um grande império e comanda vários estúdios pequenos e/ou grandes. Em 2012 comprou a LucasFilms, produtora do George Lucas e detentora dos direitos de Star Wars, desde então foram lançados três filmes da saga, O Despertar da Força(2015), Rogue One(2016), Os Últimos Jedi(2017) e agora será lançado Solo(2018), além dos lançamentos de inúmeros brinquedos da marca. Desde 2012 também, a Walt Disney Company é dona da Marvel Studios e nisso também vai inúmeros filmes, a maioria lançado pelo MCU e mais inúmeros brinquedos e produtos licenciados. 

São muitos nomes pra gravar pois a Walt Disney tem produtora, estúdio, distribuidora, estúdio de animação, são várias ramificações da empresa que sinceramente, nem eu entendo tudo pra explicar claramente para vocês. A questão é que vou falar dos meus filmes preferidos que são exclusivamente produzidos e distribuídos pela Walt Disney. (nessa lista não vão entrar os filmes da Marvel, então vocês querem outro post com meus filmes de heróis favoritos?)


Encantada

Disse que não ia falar sobre princesas, mas começarei por uma quase princesa haha. Encantada conta a história de Gisele, uma moça que morava no reino de Andalasia e sonhava casar com o príncipe. No dia do seu casamento, ela caiu na armadilha da madrasta do rapaz e acaba caindo no mundo real (o início do filme é feito em animação). Com isso ela fica perdida e não sabe como faz para voltar pra Andalasia e para o seu príncipe, mas coisas que vão acontecendo e que Gisele vai aprendendo que talvez ela não esteja tão certa sobre voltar. Gosto desse filme pois ele é a combinação perfeita das animações Disney e princesas com a magia de história com atores reais. É um filme super leve e divertido, e Amy Adams está(como sempre) ótima nessa jovem inocente e sonhadora. O filme é todo cheio de tom de doçura e carinho. E me perdoem os fãs de Grey's Anatomy, mas é de Encantada que conheço o ator Patrick Dempsey.

Abracadabra


Esse próximo filme é um clássico da sessão da tarde e já falei um pouco dele aqui. Não tem como pensar em Halloween e não morrer de vontade de assistir Abracadabra. Filme que conta a história de três irmãs bruxas super atrapalhadas que precisam completar um feitiço envolvendo uma menininha pra conseguirem ficar vivas e jovens. Abracadabra tem aquele leve toque de tosqueira boa de assistir e que só dá mais diversão a tudo.


Diário da Princesa


Mais um filme de princesa sem ser uma oficialmente princesa Disney. Não podia deixar esse filme de fora da minha pequena lista, por alguns motivos. Motivo 1: tem a minha rainha do cinema Julie Andrews. Motivo 2: tem Anne Hathaway. Motivo 3: é uma livre adaptação do livro homônimo escrito pela Meg Cabot. Motivo 4: a história é maravilhosa e sempre fez meu lado menina sonhar. Como eu disse, é uma adaptação livre do livro(quase um trava-línguas) pois muitas coisas foram alteradas e muitas coisas acrescentadas, a base é a mesma, mas características dos personagens, andamento, tudo é diferente. No filme a avó é muito mais agradável, doce e maternal, apesar de ser dura quando precisa.


O Leão, a feiticeira e o guarda-roupa


Impossível não colocar o primeiro filme de As Crônicas de Nárnia nessa lista, afinal foi através dele que conheci esse mundo incrível e que me deixou louca pra entrar no meu armário e ir morar lá. O encantamento da Lúcia ao ver Nárnia pela primeira vez e envolta de neve (cena que pareceu tão real pois a atriz Georgie Henley, a Lúcia, estava entrando naquele cenário pela primeira vez, o diretor queria que o entusiasmo e surpresa fosse nesse nível de real) foi o mesmo encantamento comigo. A imponência de Aslam e tudo que ele representa também me conquistou.


Mary Poppins


Deixei por último o meu filme favorito da vida, o filme que traz toda a magia que Walt Disney representa, Mary Poppins. Já li o livro da P.L. Travers (criadora de Mary Poppins) e sei que a história não é tão fantasiosa como o filme pintou, mas mesmo sendo justa, séria e muito correta, Mary Poppins(a original) é doce, cheia de surpresas, delicada e encantadora. E tudo isso e muito mais é passado no filme, através da grande Julie Andrews que fez da Mary Poppins um ícone na Disney, um ícone na época e na infância de muita gente. Só as crianças do filme é que são um pouco chatinhas, mas passa. Eu amo Mary Poppins, amo a pureza que ela me traz, a magia, o encanto e mais um monte de coisas que nem sei definir na verdade. E como diz a sua fita métrica, ela é praticamente perfeita em quase tudo.


Para quem gosta da personagem, vale assistir o filme Saving Mr. Banks. E agora estou curiosa pra ver o que a Emily Blunt vai realizar no papel dessa babá tão adorada, o filme estreará em dezembro desse ano.


Me digam, qual desses filmes é o preferido de vocês?
Gostam de algum outro(que não seja animação/Marvel/SW) que não está no post?




16/02/2018

Sorteio: 10 anos do blog Vivendo Sentimentos

||


Olá queridos leitores, em março o blog Vivendo Sentimentos irá completar 10 anos! Por isso, juntamos alguns blogs maravilhosos e preparamos um mega sorteio para vocês. Serão quatro ganhadores. Três deles ganharão 10 livros cada (que presentão não?!) + marcadores, e o quarto ganhará 8 livros, um caderninho e mais de 100 marcadores. É muito prêmio maravilhoso, então vamos comemorar junto e participar. Boa sorte para todos!


15/02/2018

Sorteio: 3 anos de Pobre Leitora

||

Fevereiro é um mês de festa no blog Pobre Leitora e este ano a comemoração é por 3 anos de blog! 
E uma festa no PL não pode ser feita sem os amigos! Então Naty chamou os melhores pra participar e presentear você! E eu to inclusa nessa e muito feliz por isso!

14/02/2018

5 livros nacionais que você tem que ler

||

Eu gosto muito de livros nacionais, principalmente os contemporâneos. Muita gente tem uma visão limitada e preconceituosa da literatura nacional por conta de serem obrigados a ler clássicos nas escolas. Por conta dessa obrigação, cria-se um bloqueio com os clássicos e ficam achando que aqui no Brasil só tem Machado, Lima Barreto, entre outros. Não desmerecendo os grandes autores, pois é claro que eles tem seus méritos, mas muitos leitores acabam não conhecendo outras boas obras por conta disso e perdem muitos livros bons. Temos muitos novos e bons autores e autoras principalmente em fantasia, romances e young adult. A minha indicação de hoje são de 5 livros que acho que todos deveriam conhecer e tentei justamente pegar um pouco de cada gênero para que vocês possam ter uma noção maior de como nossa literatura é rica e merece e precisa ser lida sim.


08/02/2018

Dias Perfeitos (nem tão perfeitos assim)

||

Dois jovens universitários, Téo e Clarisse, ele de medicina e ela estudando pra ser roteirista de cinema, se encontram casualmente num churrasco e parecem ter uma boa afinidade a primeira vista. Só isso é o suficiente pro solitário Téo se apaixonar por ela e acreditar que é a mulher da sua vida. E isso poderia ser o início de uma história de amor, se ele não fosse alguém obsessivo, louco e que resolvesse a sequestrar pra faze-la perceber que eles tem de ficar juntos. O rapaz resolve leva-la pro hotel onde ela vai pra escrever seu roteiro e que também consta no seu texto. Clarice está sempre dopada e/ou algemada. E essa é a base da história que temos e é aqui que termina o que poderia ser algo incrível pra se tornar uma decepção.

A escrita do Raphael Montes continua tal qual me lembrava de O Vilarejo (na verdade Dias Perfeitos foi escrito antes), ágil, fluida, crua, ele continua colocando pitadas de violência e sadismo. A escrita do autor é o ponto forte do livro, a forma como ele descreve as cenas e seus diálogos diretos, sem rodeios. Mas o desenvolvimento, o enredo, a história em si deixaram a desejar.

© Blog Ei Nati - 2016. Todos os direitos reservados.
Personalizado por: Natália Rabelo - Ilustrações por: Pedro Figueiredo Ilustrador
Tecnologia do Blogger.